quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Efeitos do bullying na vida adulta

Em todos os estudos que pesquiso para a faculdade, me deparo muito com bullying infantil e, no máximo até a adolescência. Mas nunca vi sobre bullying na vida adulta. Em um dos meus trabalhos, quero abordar esse outro aspecto desse tema, com base não só na minha vida mas também em um texto que li num site de psicologia. Sempre que vou fazer, construir, algum texto a partir de abordagens didáticas, tento combinar, como nesse caso, um pouco do que o texto fala usando minhas percepções combinada com minhas experiências. Bom... vamos lá!
Bully significa valentão e os efeitos psicológicos causados pelo bullying que ficam marcados na vida de uma pessoa podem perpetuar ao longo dos anos.
O bullying é o reflexo de uma sociedade que ensina desde muito cedo a agir e a pensar conforme os padrões impostos, e quem não se encaixa é excluído. (uso a anologia de quem usa tênis All Star e quem não usa, em um grupinho que só usa All Star, quem tem outra marca de tênis não é permitido entrar no grupo) não é o melhor exemplo mas... "É o uso  do poder"com intuito de intimidar, controlar os outros. Infelizmente, muitas pessoas tem ou tiveram vergonha ou medo mesmo de contar que sofrem ou já sofreram algum tipo de humilhação provindo do bullying.
Segundo a psicóloga Maria Tereza Maldonado, "quem pratica bullyng, normalmente já sofreu". Sinceramente, acho que em alguns casos é bem possível que um agressor tenha se tornado agressivo por conta de algum momento traumático na sua vida, já em outros casos não acho não. Em alguns casos, já lidos em artigos sobre isso, mostra que essa prática é muitas vezes imitada pelas crianças que observam seus parentes ou amigos "pondo em prática" esse hábito abominável e isso, muitas vezes transcende a fase da infância e adolescência e, se não tiver nenhum tipo de ajuda, pode vir a nos assombrar na fase adulta.
Me deparei com o bullying logo muito cedo e desde então isso tem sido uma espécie de constantes testes psíquicos quase que intermináveis.
Excluir uma pessoa porque ele/ela é diferente não é lá muito sábio, muito pelo contrário, é burrice. Todos nós somos diferentes, temos limitações diferentes. Vivemos em uma sociedade onde todo munto julga todo mundo. A exclusão começa aí.
Um dos possível efeitos tardios do bullying seria a probabilidade de uma certa dificuldade de relacionamento, não importando de que ordem seja. "Já fui rechaçada uma vez, outra vez, agora já não acredito mais". 

Um comentário:

  1. Ser diferente é uma dádiva. Uma oportunidade. Não tenha medo. O que lhe cabe nessa vida louca e bruta está guardado... Esperando por você. Sorte daquele que tiver a honra de conviver com uma pessoa extraordinária assim como você é. tenha fé em si mesma. O que é seu está guardado. Acredite.

    ResponderExcluir