domingo, 14 de agosto de 2011

Feliz dia dos...

Pai...Tanta coisa que eu queria dizer, poder te contar coisas de menina, contar meus segredos, meus medos, coisas da escola. Ler histórias, ouvi-las enquanto me colocava para dormir, brincar com você quando o dia amanhecesse, antes de você ir trabalhar e depois quando chegasse. Bom... Hoje me considero uma garota de muita sorte. Tive 3 pais para me colocarem para dormir, para brincar comigo, para ler historinhas antes de dormir, fazer coisas de pai e filha. Pai é quem cria não é mesmo? Então, tive 3 maravilhosos. Um avô muito querido e dois padrinhos igualmente maravilhosos a quem eu amo muito. Hoje, dia dos pais, antes de sair de casa, escrevi um texto dedicado ao meu avô. Dizia assim: Avô, pai, amigo, companheiro, Mesmo de longe você estará sempre presente na minha vida, no meu coração. Você foi meu mágico, meu papai noel,minha bariga de urso e meu herói. Um exemplo para mim, meu orgulho. Deu bronca quando necessário, carinhoso sempre. Com a licença da vovó, eu digo com todo meu amor, você é o amor da minha vida, o homem que eu mais admiro no mundo. Me levava para brincar nos carinhos bate bate no Praia de Belas, quando sua barba estava ralinha, você me colocava no seu colo e eu te fazia carinho. Meu companheiro de conversas. Gosto de ouvir suas histórias de quando você e a vovó namoravam, de poder ler as coisas que eu escrevo e você fica lá só ouvindo, olhando para mim como quem falasse: É, nossa menina cresceu. Cresci com você, aprendo com você. É uma grande honra poder fazer parte da sua vida meu querido avô. Te amo muito! Júlia

Nenhum comentário:

Postar um comentário